O HOMEM CONTEMPORÂNEO E A NOVA ECONOMIA PSÍQUICA

O HOMEM CONTEMPORÂNEO E A NOVA ECONOMIA PSÍQUICA

 

A tarefa de pensar o mundo que vivemos: a passagem do homem faber ao homem fabricado

Mais de cem anos nos separam do surgimento da psicanálise. Modificações no social, incidências na subjetividade de cada um, nos levam a pensar no atual “mal-estar da civilização”.

Somos obrigados a pensar uma nova economia psíquica e nova escuta do psicanalista obrigado a ouvir a ressonância dos ruídos da Cidade.

A partir da leitura do livro O Homem sem Gravidade, de Charles Melman, e de outros pensadores, propomos, com esse grupo, nos interrogar sobre a subjetividade e o futuro psíquico do homem contemporâneo.

Em “Outras Publicações”, in Jornais e Outras Publicações, apresentamos uma síntese das reflexões feitas nos encontros de 2017.

Coordenação: Kátia Santos – Psicanalista da SPAG-RJ

Horário: 2a. quinta-feira do mês, de 15:00 às 17:00 ou de 18:00 às 20:00
Início: 13 de abril de 2017

Facebook